Linhas de Pesquisa

ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO E LINHAS DE PESQUISA

O Programa de Pós-Graduação em Lingüística (PPGL) organiza-se em torno de quatro áreas de concentração, que englobam, cada uma, diferentes linhas de pesquisa.  Essas áreas de concentração e linhas de pesquisa são resultado do planejamento estratégico realizado pelo PPGL durante o segundo semestre do ano de 2016 e das discussões entabuladas entre 2016 e 2018.

ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO

  1. LINGUÍSTICA APLICADA
  2. PSICOLINGUÍSTICA
  3. SOCIOLINGUÍSTICA E DIALETOLOGIA
  4. TEORIA E ANÁLISE LINGUÍSTICA

 

LINHAS DE PESQUISA

  1. ESTUDOS DO CAMPO DISCURSIVO 
  2. ENSINO E APRENDIZAGEM DE LÍNGUA PORTUGUESA
  3. ENSINO E APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESTRANGEIRA/ SEGUNDA LÍNGUA
  4. AQUISIÇÃO E PROCESSAMENTO DA LINGUAGEM
  5. CONTATO, VARIAÇÃO E MUDANÇA LINGUÍSTICA 
  6. POLÍTICA LINGUÍSTICA
  7. FONÉTICA E FONOLOGIA DAS LÍNGUAS NATURAIS
  8. SINTAXE E SEMÂNTICA DAS LÍNGUAS NATURAIS
  9. COGNIÇÃO E USO
  10. LIBRAS

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: LINGUÍSTICA APLICADA

LINHA DE PESQUISA 1: ESTUDOS DO CAMPO DISCURSIVO

Ementa: Estudos epistemológicos do discurso. Diferentes vertentes do campo discursivo. Pressupostos teórico-metodológicos para a análise do discurso. Problematização de questões de uso da linguagem.

Professores responsáveis:

Dr. Adair Bonini

Dr.ª Ana Paula de Oliveira Santana

Dr. Atilio Butturi Junior

Dr. Daniel do Nascimento e Silva

Dr. Marcos Antonio Rocha Baltar

Dr. Pedro de Souza

Dr. Rodrigo Acosta Pereira

Dr.ª Rosângela Hammes Rodrigues

Dr. Sandro Braga

 

LINHA DE PESQUISA  2: ENSINO E APRENDIZAGEM DE LÍNGUA PORTUGUESA

Ementa: Esta linha de pesquisa aborda os usos sociais da linguagem, em perspectivas sócio-histórica e sociocognitiva. Privilegia como objetos de estudo o ensino e a aprendizagem de língua portuguesa em contextos de educação formais – Educação Básica e Ensino Superior – e informais, nas modalidades oral e escrita e em interface com outras semioses, a prática de análise linguística, a elaboração e a avaliação de documentos e materiais didáticos, a formação de professores, as políticas linguístico-educacionais e as práticas avaliativas em contextos escolares.

Professores responsáveis:

Dr. Adair Bonini

Dr.ª Ana Paula de Oliveira Santana

Dr. Marcos Antonio Rocha Baltar

Dr. Rodrigo Acosta Pereira

Dr.ª Rosângela Hammes Rodrigues

Dr.ª Rosângela Pedralli

 

LINHA  DE PESQUISA 3:  ENSINO E APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESTRANGEIRA/SEGUNDA LÍNGUA

Ementa:  Esta linha de pesquisa investiga o ensino e a aprendizagem/aquisição de línguas estrangeiras/ segunda língua em diferentes contextos (formais e informais), mídias e tecnologias. Busca entender o fazer e a ação docente, o desenvolvimento do conhecimento linguístico, comunicativo e cultural em materiais didáticos e a educação linguística em contextos bilíngues.

Professores responsáveis:   

Dr.ª Adja Balbino de Amorim Barbieri Durão

Dr.ª Leandra Cristina de Oliveira

Dr.ª Maria Inêz Probst Lucena

Dr.ª Rosely Perez Xavier

 

LINHA DE PESQUISA 10: LIBRAS

Ementa: Esta linha orienta-se para o desenvolvimento de pesquisas nos diferentes campos da linguística que tenham como objeto a Língua Brasileira de Sinais (libras) e que tenham aplicação direta ou indireta na educação bilíngue e na inclusão social dos surdos. Entre os temas que se enquadram nesta perspectiva estão: (a) as relações entre língua de sinais, cultura e identidade de surdos; (b) o desenvolvimento de teorias linguísticas e de estudos descritivos a partir de dados de línguas de modalidade visual-espacial; (c) a aquisição de língua de sinais; (d) o ensino de língua de sinais como L1 e como L2; (e) o ensino da língua portuguesa como L2 para surdos; (f) a escrita de língua de sinais; e (g) a educação bilíngue para surdos.

Professores responsáveis

Dr.ª Aline Lemos Pizzio

Dr.ª Marianne Rossi Stumpf

Dr.ª Ronice Müller de Quadros

 


ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: PSICOLINGUÍSTICA

LINHA 4: AQUISIÇÃO E PROCESSAMENTO DA LINGUAGEM

Ementa: Essa linha de pesquisa se desenvolve no sentido de testar teorias sobre aquisição da 1ª e 2ªs línguas e sobre a aprendizagem do sistema escrito, através da observação e descrição de dados e posterior explicação. No que diz respeito ao processamento da linguagem, investiga-se, com a utilização da psicolingüística experimental e das neurociências, como, em suas diferentes fases, por um lado, o sinal acústico, sinal visual-espacial ou outros sinais são transformados em significados e, por outro, os significados se transformam em sons e sinais visuais-espaciais. Ainda no que diz respeito à aprendizagem do sistema escrito, são pesquisadas novas metodologias para a alfabetização e desenvolvimento da competência em leitura e escrita.

Professores responsáveis:

Dr.ª Ana Cláudia de Souza

Dr.ª Cristiane Lazzarotto-Volcão

Dr.ª Leonor Scliar Cabral

Dr.ª Mailce Borges Mota

Dr.ª Sandra Quarezemin

 


ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: SOCIOLINGUÍSTICA E DIALETOLOGIA

LINHA DE PESQUISA 5: CONTATO, VARIAÇÃO E MUDANÇA LINGUÍSTICA

Ementa: Esta linha abarca estudos de línguas em contato, variação e mudança linguística nos diferentes níveis gramaticais de línguas naturais, com diferentes abordagens teóricas. Pretende-se que evidências empíricas e reflexões de caráter teórico-metodológico concernentes à análise da língua em uso possam subsidiar hipóteses sobre o contato e variedades linguísticas.

Professores responsáveis:

Dr.ª Ana Lívia dos Santos Agostinho

Dr.ª Cristine Görski Severo

Dr.ª Edair Maria Görski

Dr. Felício WesslingMargotti

Dr.ª Izete Lehmkuhl Coelho

Dr.ª Leandra Cristina de Oliveira

Dr. Marco Antonio Rocha Martins

 

LINHA DE PESQUISA 6: POLÍTICA LINGUÍSTICA 

Ementa: A linha de pesquisa de pesquisa de Política Linguística é tributária de uma série de autores ligados às sociolinguísticas européias continentais (Kloss, Kremnitz, Vellverdù, Marcellesi, Calvet) e à tradição anglo-saxã, especialmente Fishmann, Ferguson e Haugen. Desenvolveu-se a partir dos anos 1960, tendo como foco principal a constituição dos novos Estados surgidos com a descolonização e as questões associadas à gestão do plurilinguismo, donde a especial contribuição teórica oriunda das ex-colônias (Gupta, Hammel). Ampliou com o tempo seu foco de pesquisa, abrangendo hoje a questão do plurilinguismo e sua gestão, a constituição das línguas nacionais, os direitos linguísticos e a minorização de línguas, a educação linguística, em especial na sua versão bi- ou multilíngue, a extinção de línguas, entre outros fenômenos da relação entre poder, Estado, cidadania, nacionalidades, identidades e línguas.

Professores responsáveis:

Dr.ª Cristine Görski Severo

Dr. Daniel do Nascimento e Silva

Dr. Fábio Lopes da Silva

Dr. Gilvan Muller de Oliveira

Dr.ª Maria Inêz Probst Lucena

 


ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: TEORIA E ANÁLISE LINGUÍSTICA

LINHA DE PESQUISA 7: FONÉTICA E FONOLOGIA DAS LÍNGUAS NATURAIS

Ementa da linha: Esta linha de pesquisa aborda aspectos fonético-acústico-perceptuais, articulatórios e fonológicos das línguas naturais. Trata da Fonética e da Fonologia na interface com outras disciplinas e em suas implicações com o ensino de língua materna e de língua estrangeira.

Professores responsáveis:

Dr.ª Ana Lívia dos Santos Agostinho

Dr.ª Cristiane Lazzarotto-Volcão

Dr.ª Izabel Christine Seara


LINHA DE PESQUISA 8: SINTAXE E SEMÂNTICA DAS LÍNGUAS NATURAIS

Ementa: Estudos de fenômenos gramaticais das línguas naturais, nos níveis sintático e semântico, a partir das perspectivas formal, empírico-descritiva e experimental. Estudos que tratam das novas perspectivas da língua portuguesa em sala de aula.

Professores responsáveis:

Dr.ª Edair Maria Görski

Dr. Heronides Maurílio de Melo Moura

Dr. Marco Antonio Rocha Martins

Dr.ª Núbia Saraiva Ferreira

Dr.ª Sandra Quarezemin

 

LINHA DE PESQUISA 9: COGNIÇÃO E USO

Ementa: Nesta linha, são desenvolvidas pesquisas que levam em conta as dimensões cognitiva, pragmático-comunicativa e sociocultural dos fenômenos gramaticais. A metodologia adotada visa integrar estudos do sistema linguístico e da língua em uso. Os tópicos abordados são a emergência e cristalização de categorias gramaticais, a interação entre forças funcionais e estruturais, a estrutura do léxico e sua relação com a cognição, e a base cognitiva de estruturas gramaticais. A cognição, em sua interface com a linguagem, pode ser entendida tanto como correlatos neurais do processamento linguístico, como fonte de processos interacionais. Também serão desenvolvidos projetos de pesquisa sobre aspectos metodológicos e epistemológicos da interface entre linguagem e cognição.

Professores responsáveis:

Dr.ª Ana Paula Santana

Dr. Heronides Maurílio de Melo Moura

Dr.ª Edair Maria Görski

Dr.ª Leandra Cristina de Oliveira