Perguntas Frequentes

 

FUNCIONAMENTO DO PROGRAMA E DA UFSC

1.      Qual é a legislação que regula o Programa e onde posso encontrá-la?

R: As principais regras que regulam o funcionamento do PPGLg são a Resolução nº05 do Conselho Universitário da UFSC e o Regimento de 2011 do Programa. Ambos os documentos estão disponíveis em nosso site. As resoluções e portarias específicas da UFSC e do PPGLg também são importantes para assuntos mais específicos. Outras normas podem ser encontradas nas diferentes abas nosso site oficial.

2.      Onde posso fazer meu cartão de estudante?

R: O cartão de estudante é feito pelo setor administrativo do Restaurante Universitário (RU). Para mais informações, visite o site do RU.

3.      Como posso abrir minha conta na BU?

R: Vá até o balcão de atendimento da BU (segundo andar da BU) com um atestado de matrícula e um documento original com foto. Para mais informações, visite o site da BU.

4.      Quero trocar de orientador. Como devo proceder?

R: Converse com seu orientador e com um outro professor de seu interesse. Caso você decida trocar de orientador, deve submeter um requerimento específico disponível em nosso site. Todas as trocas de orientação devem ser submetidas à apreciação do Colegiado do PPGLg.

5.      Preciso obter uma licença médica. Como procedo?

R: Você deve encaminhar à secretaria um requerimento de licença médica com dados pessoais básicos e um número de telefone inclusos. Também deve anexar uma cópia autenticada do documento de identidade e todos os relatórios médicos, exames e atestados que caracterizem a doença ou enfermidade. O processo será encaminhado pelo servidor responsável à junta médica oficial da UFSC que entrará em contato diretamente com o aluno para consulta. Nessa consulta o prazo de licença médica será estipulado e posteriormente comunicado ao Programa. Seus prazos no Programa são suspensos quando estão sob licença médica.

6.      Como procedo para ganhar afastamento maternidade?

R: Você deve trazer a certidão de nascimento original do bebê assim que possível. Por enquanto, não é muito claro o tempo de afastamento maternidade na UFSC, sobretudo para as mães não-bolsistas. Para as bolsistas, o tempo de afastamento é de 4 meses. Para as não bolsistas, o afastamento pode variar de 04 a 06 meses. Isso deve ser melhor normatizado nos próximos meses a partir de manifestações da Câmara de Pós-Graduação da UFSC.

BOLSAS

7.      Como solicito o recebimento de bolsa?

R: Não há necessidade de solicitar uma bolsa, salvo em casos de vulnerabilidade socioeconômica emergencial. A secretaria ou a coordenação chamará os futuros bolsistas de acordo com os critérios de distribuição de bolsas.

8.      Quais são os critérios de distribuição de bolsas no PPGLg?

R: Seguimos todas as recomendações e normas das CAPES e do CNPq que podem ser atualizadas a qualquer momento. O número de bolsas é dado por tais agências de fomento e podem variar anualmente. A partir dessas normas amplas, temos procedimentos de alocação próprios, que seguem abaixo:

– A cada processo de seleção, os dois primeiros colocados do mestrado e o primeiro do doutorado exibem preferência sobre a lista de espera de bolsistas. Os demais aprovados no mesmo processo seletivo são adicionados no fim da lista de espera na ordem do resultado final da seleção.
– Assim que as bolsas ficam vagas, novos alunos são chamados. Isso faz com que, em alguns anos, sejam chamados muitos bolsistas e, em outros, poucas bolsas fiquem vagas. Cabe lembrar que as bolsas do CNPq disponíveis são alocadas primeiro.
– Ao aluno não é dado o direito nem de escolher a bolsa, nem sair da fila de espera quando for chamado a receber bolsa para depois a ela retornar. Ou seja, se o aluno desistir da bolsa que lhe foi concedida, perde a possibilidade de receber bolsa durante todo o curso.

Com a lista de espera formada, todos os futuros bolsistas devem:

1. Exibir bom desempenho acadêmico. O aluno NÃO pode reprovar em qualquer disciplina;
2. Ter cursado três disciplinas por semestre até ter completados todos os créditos;
3. Morar na Grande Florianópolis;
5. Realizar ao menos um estágio docência;
6. Cumprir as demais exigências exibidas no termo de compromisso assinado pelo bolsista.

Cabe lembrar que não é permitido ao aluno bolsista apresentar vínculo empregatício, salvos os casos excepcionais previstos na Portaria Conjunta nº1 CAPES/CNPq, de 15 de Julho de 2010. O aluno deve ter uma conta bancária no Banco do Brasil para que haja efetivamente o pagamento da bolsa.

9.      Fui alocado como bolsista. Quando começo a receber?

R: Se você foi chamado para receber bolsa no começo de março, começa a receber nos primeiros dias úteis do próximo mês (no caso, Abril). Dessa forma, a última bolsa geralmente cai em março do ano de defesa de tese ou dissertação.

10.     Consegui uma bolsa-sanduíche. Perco minha bolsa no PPGLg?

R: Não. Sua bolsa no Programa é suspensa até você regressar às suas atividades normais na UFSC.

DOUTORADO

11.     Quanto tempo tenho para qualificar meu projeto de tese?

R: O aluno deve qualificar seu projeto em até 30 meses (dois anos e meio) contados a partir do primeiro dia de aula no Programa. É possível a solicitação de uma prorrogação do prazo para a qualificação de até três meses. Tal solicitação deve ser realizada através de um requerimento específico, que se encontra disponível em nosso site. Tal requerimento deve vir assinado pelo orientador OBRIGATORIAMENTE e será submetido ao Colegiado do Programa de Pós-Graduação que é responsável por avaliar o mérito da prorrogação. Não são aceitos documentos não assinados pelo orientador. Tampouco é permitido deixar documentos na secretaria que estejam à espera da assinatura do orientador. É comum que os orientadores não passem na secretaria para assinar.

12.     Quais são os pré-requisitos para qualificar o projeto de tese?
R: Para qualificar seu projeto, você deve ter:
– entregue cópia autenticada do diploma de mestrado para a secretaria;
– cursado ao menos duas disciplinas do Grupo I (Linguística Geral, Fonologia, Morfologia, Semântica e Sintaxe) e uma disciplina do Grupo II (Linguística Aplicada, Psicolinguística e Sociolinguística e Dialetologia);
– cursado os 48 créditos mínimos;
– uma carta de aceite/um artigo científico publicado em revista B3 ou superior da área de Letras/Linguística;
– uma proficiência de Inglês (obrigatório) e outra de Francês ou Espanhol ou Alemão ou Italiano;
– ter realizado estágio docência caso seja bolsista.

Muitos alunos estão tentando marcar bancas de qualificação sem um desses pré-requisitos. Solicito que consultem a secretaria para saber se a situação de vocês está regular antes de marcarem a banca.

É importante que os artigos sejam submetidos com certa antecedência antes dos prazos finais de qualificação!! Tomem cuidado que muitas revistas costumam demorar meses para darem uma resposta. É possível que você tenha que fazer inúmeras revisões e alterações antes de terem seu artigo publicado.

13.     Quanto tempo tenho para defender?

R: O aluno deve defender a versão final da Tese em até 48 meses (quatro anos) contados a partir do primeiro dia de aula no Programa. Esse prazo pode ser prorrogado por até 3 meses com procedimentos semelhantes ao da solicitação de prorrogação da qualificação.

Alunos que não cumprirem os prazos e procedimentos estipulados pelo Programa estão sujeitos a desligamento.

MESTRADO

Os procedimentos do doutorado são semelhantes aos de mestrado. As exigências para qualificação são menores. Para qualificar, há necessidade de:
– entrega do diploma de graduação;
– ter cursado ao menos duas disciplinas do Grupo I (Linguística Geral, Fonologia, Morfologia, Semântica e Sintaxe) e uma disciplina do Grupo II (Linguística Aplicada, Psicolinguística e Sociolinguística e Dialetologia);
– ter cursado os 24 créditos mínimos
– ter uma proficiência de inglês, francês, espanhol, alemão ou italiano;

O tempo para defesa final é de 24 meses (2 anos), prorrogáveis por três meses.